6 passos para ter uma Gestão Escolar de qualidade

Voltar para home

6 passos para ter uma Gestão Escolar de qualidade

O objetivo de toda escola é oferecer educação de qualidade para seus alunos. E, para isso, a instituição deve se preocupar em desenvolver um bom projeto de gestão escolar. Sem esse cuidado, as chances de o ensino e a aprendizagem serem prejudicados são grandes.

Toda a organização, desenvolvimento de sistemas pedagógicos e financeiros, bem como a formação de professores, são partes importantes em um planejamento estratégico para uma boa gestão escolar.

Essa não é uma tarefa simples, e não há um roteiro predefinido. Cada escola tem suas próprias características, e isso interfere diretamente na forma como ela deve ser gerida. Existem alguns pontos que fazem toda a diferença na hora de gerir a sua escola.

Com uma boa gestão, é mais fácil antever possíveis problemas e encontrar soluções. Esse tipo de controle permite que obstáculos sejam rapidamente identificados, analisados e resolvidos.

Por isso, separamos abaixo seis dicas para que sua escola possa ter uma gestão de qualidade.

1 Tenha equipes pedagógicas dedicadas para cada segmento

Se a sua escola conta com ensino de diferentes anos, é ideal ter uma equipe pedagógica dedicada para cada um desses segmentos.

A educação infantil é bem diferente do Ensino Médio, que, por sua vez, é distinto do pré-vestibular. Ter coordenadores para cada uma dessas séries assegura o máximo de dedicação e atenção para as situações enfrentadas por professores, alunos e pais.

2 Foque no desenvolvimento dos estudantes

O principal objetivo de uma escola é o desenvolvimento de seus estudantes. Por isso, sempre se deve pensar no que é o melhor para eles na hora de tomar qualquer tipo de decisão.

Um ambiente agradável e produtivo, em que os alunos ampliam seus conhecimentos, além de ser um diferencial para a escola, possibilita para os professores oportunidades de desenvolvimento de estratégias de ensino e aprendizagem junto aos alunos e encanta os pais e familiares. 

Focar no estudante não significa simplesmente desenvolver suas capacidades acadêmicas, mas prepará-lo para o mundo além da sala de aula. Para isso, é preciso empregar uma boa gestão pedagógica e sempre buscar novas abordagens e ferramentas educacionais. 

Isso nos leva direto ao terceiro ponto.

3 Invista em ferramentas tecnológicas

Cada vez mais vemos a tecnologia se tornar um aliado do professor na sala de aula. Investir em ferramentas tecnológicas não significa apenas dar um tablet na mão dos jovens ou munir o professor com uma lousa digital.

A utilização de instrumentos digitais transforma completamente o processo de aprendizagem, deixando as aulas e os conteúdos mais interessantes e engajáveis. Além disso, plataformas on-line e aplicativos permitem a adoção de conceitos de aprendizagem adaptativa. Dessa forma, o professor consegue acompanhar individualmente o desempenho de cada aluno, e a equipe pedagógica consegue ser mais assertiva nas possíveis intervenções necessárias ao planejamento do professor.

4 Mantenha a sua escola organizada

A gestão organizacional de uma escola é uma tarefa complexa, uma vez que envolve equilibrar vários cenários em um ecossistema dinâmico em que necessidades especificas não podem se sobrepor ao projeto da instituição e sua sustentabilidade. Contudo, se bem planejada e executada, essa gestão assegura longevidade para instituição e credibilidade junto a toda comunidade escolar. Uma boa gestão organizacional vai garantir para a sua escola uma boa saúde financeira e colocá-la no caminho certo para o sucesso empresarial.

A gestão do ponto de vista organizacional não deve se limitar às finanças da escola. Todos os procedimentos da escola, da gestão de professores ao calendário escolar, devem ser bem planejados e estruturados. 

Isso significa acompanhar de perto as dificuldades da instituição e pensar em soluções simples e inovadoras. A escola pode adotar, por exemplo, plataformas que auxiliam na organização de planos de atividades e na organização de horários de acordo com a disponibilidade de tempo dos professores e alunos e materiais usados. 

Até mesmo procedimentos simples e fáceis de serem implementados, como a atualização constante do inventário do colégio, evitando gastos desnecessários, ajudam na organização da instituição de ensino. 

Além disso, diversos processos podem ser automatizados e terceirizados, aliviando a equipe interna da escola e garantindo ainda mais resultados.

5 Tenha um planejamento escolar eficaz

Da mesma forma que é necessário ter organização interna, é também essencial ter um planejamento escolar eficiente. Para isso, é preciso definir o objetivo da escola. 

Se o foco é, por exemplo, aprovações de alunos em vestibulares, deve-se pensar em uma estratégia de aplicação de simulados e avaliações que gerem indicadores de aprendizagem para que a equipe pedagógica alinhe o planejamento a realidade diagnosticada visando atingir os resultados esperados.

O coordenador e o diretor pedagógico têm um papel importantíssimo nesse planejamento. Cabe ao diretor traçar os objetivos e metas da instituição de ensino a respeito do aprendizado e do método de ensino que será aplicado na escola, desde a concepção de eventos internos até a atuação da equipe docente. O coordenador é responsável pelo acompanhamento do trabalho pedagógico realizado com os estudantes e atua para ajudar os professores a encontrar as melhores formas de otimizar a aprendizagem dentro da escola.

Além disso, é necessário formar os professores para que eles possam ajudar a escola a atingir o objetivo proposto. Os professores devem ter liberdade e autonomia, e precisam estar de acordo com os objetivos propostos pela escola. Nesse contexto, construir uma cultura em que a formação da equipe esteja alinhada ao acompanhamento e feedback dos resultados a partir do que foi planejado é muito importante.  

6 Invista na qualidade do corpo docente

Uma escola é tão boa quanto o seu corpo docente. Professores motivados e qualificados fazem toda a diferença na educação dos alunos. Ele se estende aos coordenadores e diretores pedagógicos.

O primeiro passo é ter um programa de formação contínua dos professores. Isso é importante porque hoje vivemos em um mundo dinâmico, em que as mudanças acontecem cada vez mais rápido. Mesmo os professores mais preparados têm de estar aptos a encontrar novas formas de ensinar. 

Oferecer uma boa remuneração e um bom ambiente de trabalho para esse docente também é essencial. Sem um salário adequado, fica difícil manter profissionais bem preparados nas instituições de ensino.

Quando esses profissionais se sentem valorizados, conseguem motivar mais alunos, trazendo mais resultados para a escola. E não estamos falando apenas de professores. É importante que a escola valorize o trabalho de todo o corpo docente.

Se você gostou desse conteúdo, assine a nossa newsletter para ter acesso a outros textos como este! Acompanhe o Sistema Poliedro também nas redes sociais no Instagram, Facebook e LinkedIn

Venha fazer parte do Sistema de Ensino Poliedro.

Seja Uma Escola Parceira

Voltar para home