Como apresentar sua escola a distância

Voltar para home

Como apresentar a escola

Como diz o velho ditado, “A primeira impressão é a que fica”. Com escolas, isso não é diferente. A primeira imagem que um pai ou aluno tem da sua escola provavelmente ficará com ele para sempre. Por isso, se preocupar em apresentar a sua escola da maneira certa é imprescindível. 

Esse pode parecer um conceito simples, mas muitas escolas ainda têm dificuldades na hora de atrair novos alunos. Isso se torna um desafio ainda maior agora que estamos vivendo um momento de isolamento.

Apesar de toda as escolas passarem anualmente por um período de captação de alunos e matrículas, muitas insistem em repetir os mesmos processos anos após anos, com pouca inovação na forma com que tentam atrair novas famílias.

O primeiro passo que a escola deve fazer é realizar uma autoanálise. A escola deve definir claramente o seu plano pedagógico, que aluno ela quer criar e quais são suas colunas estruturais. Depois, deve-se entender como a sociedade percebe a escola.

A importância de fidelizar os alunos

Para garantir um número satisfatório de matrículas, pensa-se sempre em conquistar novos alunos. Mas, deve-se ter em mente que é mais fácil e vantajoso manter e fidelizar alunos já matriculados.

É por isso que a escola deve considerar a época de matrículas durante o ano todo, e não concentrar todos os seus esforços apenas no segundo semestre, porque a metade final do ano é justamente a época em que pais costumam questionar os resultados da escola e considerar outras opções para seus filhos.

Diante disso, na hora de montar o calendário escolar, é mais interessante concentrar a maior parte das atividades no primeiro semestre. Dessa forma, é possível para a escola ter uma segunda parte do ano mais estratégica, em que se deve ratificar todo o trabalho que foi feito até aquele momento.

É realmente difícil convencer famílias que estão infelizes com a escola a manterem seus filhos matriculados. Logo, a escola não deve deixar que esses descontentamentos cheguem até o período de rematrículas.

Se uma família vê o aluno crescer, dificilmente ficará insatisfeita. Logo, não é tão difícil fidelizar esse estudante. Basta haver uma preocupação contínua com a aprendizagem desse jovem. Além disso, manter um contato próximo com os pais do aluno ajuda a garantir que a família entenda todo o trabalho exercido na sala de aula.

Trabalhando a imagem da escola

Algumas escolas investem muito pouco na construção de sua imagem nas comunidades onde estão inseridas. Isso ficou ainda mais evidente em tempos de COVID-19. Houve pouca preocupação em mostrar o que foi feito para que o aluno pudesse seguir com os estudos durante o isolamento social. 

Outras escolas ainda patinam na hora de investir nas redes sociais. Essas novas mídias servem como um poderoso canal de comunicação para alunos, escola e família, mas são muitas vezes ignoradas por alguns gestores.

Outra forma de trabalhar a imagem da escola de forma positiva é por meio de depoimentos de pais, alunos e professores. Autênticos, relatos de pessoas reais validam a qualidade de uma escola. 

Há várias maneiras de coletar esses relatos. Ao realizar um evento, por exemplo, é possível colher testemunhos, que podem depois serem divulgados em um site ou redes sociais. Também é possível conversar com ex-alunos, que podem contar sobre tempos de escola ou sobre a profissão que resolveram seguir.

Início do período de matrículas

Na hora de iniciar uma campanha de matrícula, não se pode ignorar os números dos anos anteriores. Quantas ligações sua escola recebeu no ano passado? Quantos pais visitaram a escola? De onde vieram as matrículas? Poucas escolas costumam fazer registros e análise desses dados. 

Através desses números, é possível concluir de quais bairros novos alunos costumam vir, e investir em anúncios nessas praças. Também é possível entender quais mídias que os pais dos alunos costumam consumir e que trazem mais resultados para a campanha de matrículas.

O primeiro contato com a escola é muito importante na hora de convencer novos pais a matricularem os filhos, e existem diversas práticas que auxiliam muito nesse processo de persuasão. 

Uma boa estratégia para essa apresentação é trazer depoimentos de alunos ou ex-alunos. Esse tipo de endosso é extremamente efetivo, pois atesta a imagem que a escola quer passar.

Na hora da apresentação, é importante ressaltar que está sendo vendido não é um imóvel, mas um projeto pedagógico. Por isso, deve-se explicar a importância de cada espaço no processo de aprendizagem do aluno.

As escolas costumam já saber quais ambientes serão mostrados durante a visita, mas esquecem de preparar um verdadeiro tour de apresentação. É importante estruturar o processo de visitação, com um roteiro do que será falado e mostrado.

Poucas escolas têm profissionais treinados para realizar a apresentação aos pais interessados. Essa pessoa não é responsável apenas por realizar matrículas, mas mostrar tudo que a escola tem a oferecer.

A escola deve pensar também em criar um ambiente para receber esse pai. Esse deve ser um espaço que, ao mesmo tempo que encanta, mostra um pouco da realidade dos alunos. Uma boa sala de matrículas deve contar com todo o material didático facilmente acessível. Pode se pensar também em expor fotografias de atividades escolares ou exibir vídeos de eventos internos.

Enquanto o pai aguarda nesse espaço preparado para recebê-lo, a escola tem a oportunidade de colher informações dos pais depois da visita. Manter algum tipo contato com os pais depois da visita pode ajudar bastante no processo de convencimento.

Visitas à escola em tempos de isolamento social

Não há mais dúvidas que escolas devem desenvolver visitas em forma virtual. Com o isolamento social, não sabemos por quanto tempo os pais estarão impossibilitados de realizar visitas físicas às escolas. 

Mesmo quando o isolamento não for mais necessário, visitas virtuais vão permitir que os pais conhecerem um número ainda maior de escolas na hora de considerar onde vão matricular seus filhos.

Existem diversas outras ações digitais que também auxiliam muito na captação de novos alunos. Escolas podem usar ebooks para coletar dados de pais interessados. Por videoconferência é possível mostrar a escola virtualmente, lançar campanhas de matrículas e até mesmo realizar entrevistas com as famílias. O processo de matrícula pode ser completamente repensado para uma versão on-line, com a possibilidade do contrato ser assinado digitalmente.

Da mesma forma que antes as escolas tinham de se preparar para receber os pais de forma física, hoje elas têm de pensar em recebê-los de forma remota também.

Apesar de parecerem complexas, todas essas mudanças são muito positivas para as escolas. Elas têm ainda mais oportunidades de mostrar todo o empenho e trabalho realizado ao longo do ano. Afinal, essa é sua maior barganha.

Temos que imaginar que os pais estão ainda mais exigentes, depois de terem acompanhado o processo de ensino dos filhos durante o período de isolamento. Por isso, nunca foi tão importante apresentar bem a sua escola. 

Se você gostou desse conteúdo, assine a nossa newsletter para ter acesso a outros textos como este! Acompanhe o Sistema Poliedro também nas redes sociais no Instagram, Facebook e LinkedIn.

Venha fazer parte do Sistema de Ensino Poliedro.

Seja Uma Escola Parceira

Voltar para home