Como atuar nas redes sociais

Voltar para home

Como usar as redes sociais na comunicação da escola

De acordo com o Facebook, atualmente existem 2.6 bilhões de usuários ativos mensalmente no site. Isso é o equivalente a um terço de todas as pessoas do mundo. No Brasil, cerca de 66% da população utiliza algum tipo de rede social, de acordo com o relatório Digital in 2019, feito pelo site We Are Social. Com esses números, já é possível ter uma noção da importância e o potencial das redes sociais como ferramenta de comunicação na atualidade.

Para escolas, que têm um público bastante jovem, o uso de redes sociais se mostra ainda mais vantajoso, já que a maioria dos estudantes está presente nas principais redes sociais do momento. E não são apenas os jovens que estão sempre on-line; os pais desses alunos estão cada vez mais conectados.

Há grandes chances que sua escola já tenha uma conta no Facebook ou no Instagram, mas existem diversos pontos que podem ajudar no desenvolvimento de uma estratégia de atuação nas redes ainda mais eficaz.

Redes sociais nos tempos atuais

Hoje, mais do que nunca, a família quer acompanhar de perto tudo o que acontece dentro da escola. Com isso, as redes sociais acabaram se tornando poderosos canais de comunicação com a família. Utilizar essas ferramentas para mostrar o dia a dia da escola tranquiliza os pais mais ansiosos e até desafoga a secretaria da escola.

Com a pandemia, esse comportamento se intensificou. Nesse novo cenário, as redes sociais se mostram grandes aliadas da escola, já que elas se tornaram uma das poucas formas que as escolas encontraram para mostrar todo o esforço para manter os alunos engajados durante o isolamento social.

Saiba quem é o público-alvo da sua escola

A primeira coisa a ser levada em conta é o público-alvo das suas redes. Uma escola profissionalizante, por exemplo, terá uma audiência formada em sua maioria por jovens. Já nas redes de uma escola infantil, você provavelmente falará com pais de alunos.

É importante entender quem é o público que segue a sua escola nas redes sociais, pois isso guiará não só o tipo de conteúdo que deve ser compartilhado, como também definirá quais são as plataformas ideais para serem trabalhadas.

YouTube, Facebook e Instagram são algumas das redes mais conhecidas e utilizadas, mas não podemos esquecer também do Twitter, LinkedIn e do novo Tik-Tok. Não existe uma resposta certa sobre qual rede utilizar, tudo depende da estratégia de comunicação da sua escola.

Mantendo as redes atualizadas

Para que a sua escola tenha relevância nas mídias digitais, é necessário manter as redes atualizadas. A melhor forma de fazer isso é criar um planejamento detalhado de todo o conteúdo que será compartilhado.

Não é necessário exagerar. O ideal é atualizar as contas pelo menos diariamente. Vale a pena também estudar diferentes horários do dia e ver quais deles apresentam o maior número de acessos.

Idealmente, deve haver um funcionário dedicado a manter e monitorar as redes da escola, desenvolvendo o conteúdo das páginas e realizando todas as interações necessárias. Existem diversas ferramentas de automação de redes sociais que facilitam esse trabalho.

Outra opção é a contratação de agências digitais especializadas em redes sociais. Essa alternativa costuma ser mais cara, mas garante que as melhores práticas de gerenciamento de redes sociais serão utilizadas na sua estratégia.

Monitoramento de conversas e da concorrência

Esses são outros dois pontos que muitas vezes são ignorados na hora de desenvolver uma estratégia de redes sociais, mas que podem fazer toda a diferença.

A primeira coisa é entender o que está sendo falado dentro das suas redes. Esse acompanhamento é essencial, já que ele permite identificar rapidamente dores e anseios dos alunos e família.

Estudar a concorrência também deve fazer parte da estratégia de marketing das redes sociais da sua escola. Dessa forma, é possível ter um melhor entendimento do mercado e insights de mudanças e adaptações que podem ser feitas na escola.

Cuidados extras com as redes sociais

Além de tudo que abordamos até aqui, existem alguns outros cuidados que devem ser levados em consideração durante a operação das redes sociais da escola.

A escola deve definir qual o tipo de conteúdo e/ou comentário que não será aceito em suas redes sociais. Esses tipos de regras de convivência são muito importantes para manter as redes da escola como um lugar seguro.

Também deve-se ter cuidado na hora de postar qualquer conteúdo que mostre os alunos da escola. Evitar postagens que revelem informações sobre seus alunos, como nomes completos, por exemplo.

Se você gostou desse conteúdo, assine a nossa newsletter para ter acesso a outros textos como este! Acompanhe o Sistema Poliedro também nas redes sociais no Instagram, Facebook e LinkedIn 

Venha fazer parte do Sistema de Ensino Poliedro.

Seja Uma Escola Parceira

Voltar para home