Entenda seu público: pais e alunos

Voltar para home

Entenda seu público: pais e alunos

Você já deve ter lido aqui no blog sobre como criar uma campanha de matrículas de sucesso para a sua escola (aqui e aqui). Nesses artigos, abordamos a importância de um bom planejamento e os principais passos para captar novos alunos e reduzir a evasão de alunos matriculados.

Para que a campanha seja eficaz e atinja quem você quer, é necessário primeiro fazer uma análise da sua escola e entender quem é o seu público, entre pais e alunos. Concentrar os esforços de marketing em quem tem identificação com a proposta da sua escola é uma das melhores formas de garantir que você terá sucesso ao longo dessa jornada.

A escola deve ter uma noção clara de quem são seus consumidores. O público de uma instituição que oferece apenas Educação Infantil, por exemplo, é bem diferente de uma focada na preparação para o vestibular. Mesmo dentro de um mesmo segmento de ensino, diferenças em metodologias usadas, localização geográfica e valores da mensalidade podem influenciar bastante em quem será o seu público-alvo final.

Portanto, é fundamental entender qual a percepção que a sociedade tem da sua escola e estar bem ciente de seus diferenciais, limitações, pontos fortes e fracos etc. Esse mapeamento irá ajudar a compreender o que atrai novos alunos e fatores que fazem eles saírem ou permanecerem matriculados. 

Como definir o seu público-alvo?

O primeiro passo é analisar o mercado à sua volta. A escola deve entender o que é considerado durante a tomada de decisão dos pais dos alunos, quais as necessidades e se elas estão sendo atendidas. Quanto mais você souber os valores, características, objetivos, preferências e comportamentos do seu público-alvo, mais fácil será atrair novas famílias para a sua escola.

É importante analisar a forma como as instituições concorrentes atuam. Quais medidas e posicionamentos que elas adotam que funcionam como diferenciais? Quais tecnologias e metodologias que elas utilizam em sala? Entender esses pontos pode ajudar a sua escola a enxergar novas oportunidades para sair à frente.

Não adianta escolher um público-alvo baseado no que você acredita que vai dar certo. Para isso, é necessário realizar pesquisas se baseando em dados de fontes primárias, como entrevistas e questionários com pais e alunos, quanto de fontes secundárias, como institutos de pesquisas e jornais. A pesquisa com pais e alunos surge como uma ferramenta importante para aproximar e fidelizar clientes.

Diferença entre público-alvo e persona

Talvez você já tenha ouvido falar que você deve definir uma buyer persona, ou apenas persona, para sua escola. Mas você sabe a diferença entre público-alvo e persona? Enquanto público-alvo é um termo mais amplo e se refere a um panorama de quem pode ser cliente, a persona pode definir com muito mais clareza quem é o seu público consumidor.

A persona, é uma representação imaginária do cliente que sua escola ou curso atende. Apesar de fictícia, a ideia é que as características dela sintetizem as características do público real. O desenvolvimento de uma persona para uma marca leva em consideração estilo de vida, dificuldades do dia a dia, assuntos de interesse, objetivos de curto, médio e longo prazos. Com a persona você consegue ter uma noção muito mais profunda sobre quem está comprando de você.

Uma persona não diz respeito a uma pessoa específica, e sim a um indivíduo que representa e agrupa todas as principais características do seu público-alvo. O objetivo dessa abordagem é conectar-se a todos os seus clientes de uma forma mais personalizada e pessoal.

Segmente os seus anúncios para o seu público-alvo

Uma das maneiras mais fáceis de atingir o seu público-alvo é através da segmentação de anúncios em redes sociais e ferramentas de busca. O Facebook e o Instagram, por exemplo, permitem criar anúncios direcionados a diferentes perfis baseados em idade, cidade, interesse e muito mais. Os anúncios pagos no Google também permitem que você diferencie o público que quer atingir.

Na hora de escolher em quais redes sociais irá atuar, é importante entender quais as redes mais utilizadas pelo seu público. YouTube, Facebook e Instagram são algumas das plataformas mais conhecidas, mas não podemos esquecer também do Twitter e LinkedIn. Isso significa que você deve pesquisar quais redes sociais são mais populares para o público que você quer atingir. Assim, você vai saber se é mais interessante para a sua escola investir em uma presença significativa no Instagram, no Facebook ou no Twitter, por exemplo.

Se você gostou desse conteúdo, assine a nossa newsletter para ter acesso a outros textos como este! Acompanhe o Sistema Poliedro também nas redes sociais no InstagramFacebook e LinkedIn.

Venha fazer parte do Sistema de Ensino Poliedro.

Seja Uma Escola Parceira

Voltar para home

ASSINE NOSSO BLOG
Que tal receber conteúdos e artigos sobre educação, planejamento e gestão escolar em seu e-mail?