Saúde emocional: aluno e família – Parte 2

Voltar para home

Saúde emocional: aluno e família - Parte 2

Já postamos anteriormente aqui no blog sobre a importância de a escola manter um acompanhamento da saúde emocional dos alunos e familiares e oferecer o suporte necessário para todos os envolvidos no ambiente escolar. 

De lá para cá, muita coisa mudou, mas esse continua sendo um momento diferente, de muitas incertezas. A vida dos jovens passou por grandes transformações em um curto tempo, com mudanças bruscas em suas rotinas. É normal que esse cenário gere desconforto e insegurança. 

Vai existir uma vacina? Quando vai acontecer o vestibular? Será que vou conseguir me preparar? Dúvidas como essas geram muita instabilidade emocional, desestimulando ainda mais os alunos e fazendo com que muitos até desistam de estudar. 

Se esse momento é difícil para adultos, ele é ainda mais complicado para crianças e adolescentes. Por isso, o apoio oferecido pela escola é tão importante quanto as novas estratégias de retorno das aulas presenciais. 

Impacto do momento atual na saúde emocional dos alunos 

Esse cenário de indefinições que estamos vivendo acaba causando muita apreensão nos jovens. A preparação para os vestibulares, por exemplo, é um processo que requer tempo. A incerteza que isso gera acaba abalando ainda mais suas emoções. Além disso, é provável que o ano de preparo acabe se tornando ainda mais longo. 

A mudança da escola para um ambiente on-line, com videoaulas e avaliações remotas, também teve um grande impacto. Os alunos passaram a ser responsáveis por seus estudos, exigindo mais esforços para manter uma rotina e acompanhar os ensinamentos dos professores. 

Também deve se tomar muito cuidado com o retorno às aulas presenciais. É normal que esse momento provoque dúvidas e medo nos estudantes, que podem não entender que as coisas não serão como eram antes. Por isso, é muito importante escutar os jovens para entender as dificuldades e anseios que eles podem estar passando. 

Além disso, o isolamento social fez com que crianças e adolescentes passassem muito mais tempo em suas casas. O excesso de convivência familiar pode facilitar o desgaste das relações e gerar conflitos. Muitas famílias ainda estão passando por dificuldades financeiras, causando ainda mais tensão nos jovens. 

Essa conjuntura de fatores pode facilmente desencadear quadros de estresse e até depressão nas crianças e adolescentes, e a escola deve estar ciente de que muitos alunos podem manifestar esses sentimentos. 

Como a escola pode orientar os jovens a navegarem por essa fase 

Um dos pontos mais importantes é incentivar os alunos a viverem o presente. É importante ajudá-los a entender o que pode ser feito agora para que eles alcancem os seus objetivos no futuro. 

Além disso, muitas ações e atividades podem ser realizadas pela escola, mesmo que remotamente. Yoga, meditação e rodas de conversas são alguns dos caminhos mais comuns, e os orientadores também podem organizar grupos de apoio entre os estudantes. 

Os estudantes não sabem o que os esperam, por isso, a escola deve estar aberta a escutar os jovens, para assim entender seus medos e oferecer a ajuda necessária. 

E o retorno às aulas presenciais?

É verdade que os alunos precisarão de muito apoio para a volta às aulas na escola. Os diversos protocolos para um retorno seguro, por exemplo, podem causar uma série de desconfortos. A escola deve tomar uma postura acolhedora, não apenas repreender. É necessário explicar para os jovens o porquê dessas medidas e os impactos que elas trazem. 

A instituição também deve ser muito transparente com a família e deixar claro as limitações dos protocolos de segurança. É importante manter uma comunicação constante e sempre mostrar quais são as dificuldades, caminhos e desafios. Os protocolos de segurança terão de ser revistos a todo tempo, e é imprescindível que as decisões sejam tomadas em conjunto por toda a comunidade escolar. Mostrar as medidas de segurança que estão sendo tomadas tende a diminuir a ansiedade e amenizar o medo das famílias, passando uma sensação de cuidado com todos.

Se você gostou desse conteúdo, assine a nossa newsletter para ter acesso a outros textos como este! Acompanhe o Sistema Poliedro também nas redes sociais no InstagramFacebook e LinkedIn  

Venha fazer parte do Sistema de Ensino Poliedro.

Seja Uma Escola Parceira

Voltar para home

ASSINE NOSSO BLOG
Que tal receber conteúdos e artigos sobre educação, planejamento e gestão escolar em seu e-mail?